terça-feira, 19 de julho de 2011

Constante Busca



Tantas vezes que eu passei a me perguntar
O que foi que até hoje eu fiz na minha vida
E hoje eu respondo sem nenhum medo de errar
Que tudo o que fiz foi deixar-me perdida

Perdida ao buscar com uma certa sofreguidão
Os muitos sonhos que deixei-os perdidos no ar
E são os maiores sonhos que habitam meu coração
Que incansavelmente, vida, continuo a lhes dar

E não importa o tempo que venha a passar
Nem em que situação tudo ainda esteja
Pois essa sede que sinto ao lhe lembrar
Tem sido uma constante nessa minha peleja

E haja sonhos para serem tão bem lembrados,
E os mais ternos são os que não quero esquecer
Pois esses,sei que ainda os terei realizados
E todos eles serão compartilhados com você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios