segunda-feira, 18 de julho de 2011

Alguém Como Você



Perdida nesses inconstantes devaneios
Tentando de alguma forma salvar
Mesmo não tendo nesse momento meios
Para eu poder finalmente lhe encontrar

Mas continuo com calma, sempre lutando
Para não permitir a minha mente apagar
Toda essa loucura que vivo recordando
Pois foi nessa loucura que aprendi a amar

E em cada gesto e atitude que à minha mente vem
Vou sentindo pelo corpo um enlouquecido fremir
E cada vez mais percebo que nunca haverá um alguém
Que consiga repetir o que você sempre me fez sentir

Os anos irão passar... Mas eles sempre me lembrarão
O que nunca, por um minuto sequer tentei esquecer
Pois conseguisses ficar marcado a fogo no meu coração
É que eu sei que para mim nunca haverá alguém como você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios