quinta-feira, 7 de julho de 2011

Ao Meu Amigo Pitágoras


Se passaram alguns anos,onde eu fiquei sem lhe ver
Mas agora, revendo-o, confesso que o achei bem melhor
E isso meu amigo, é porque Deus nunca abandonou você
Mesmo quando em alguns momentos tenha acontecido o pior

Pitágoras, a saudade muitas vezes em mim bateu forte
Mas eu sempre vou deixando as muitas coisas pra depois
E para minha alegria por providência divina e não da sorte
Eu vi chegado o momento para grande alegria de nós dois...

Meu querido amigo, pelo tanto que nesse tempo lhe conheço
As muitas e duras provas que passasses, foram imerecidas
Mas para a alegria dos que realmente lhe amam, o desfecho
Para muito lhe serviu, pois deu testemunho da sua vida

O diabo ousou lhe afrontar de forma indigna e ferozmente
E sabemos,fazendo uso de um leviano instrumento qualquer
Mas Deus o orientou e vencesses ao lutar tão bravamente
E o diabo foi derrotado, mesmo tendo sido em forma de mulher

E hoje, após essa batalha tão desumana e cruel
Seu semblante volta a brilhar com bem mais esplendor
Apesar das crescentes decepções,o nosso Deus é fiel
E para a honra e glória do Senhor...Lhe fez um vencedor

Um comentário:

Kellen Ordonio disse...

Perfeito! Amigo muito querido! Saudades...

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios