quarta-feira, 20 de abril de 2011

Das Cinzas


Aconteceu... Mas precisamente há alguns anos
Quando uma certa jovem pra vida, cedo morreu
Em seus segredos foi aos poucos se enterrando
E assim,o melhor da vida ela pouco conheceu

Nela, o fogo da vivacidade nunca se alastrou
Ao contrário... Ele pouco a pouco sucumbiu
Num monte de cinzas aquela vida se transformou
Pois foi esse o preço que o destino lhe exigiu

Com o passar do tempo ressurge das cinzas,afinal
Mas não conseguiu brilhar, como ela sempre o fez
Aquele renascimento tinha tudo para ser triunfal
Na verdade ela parece ser outra criatura,dessa vez

E não importando quanto tempo nas cinzas permaneceu
Já que o seu olhar desbotara,da vida perdera o sentido
Quando da tormenta desse amor que ela um dia conheceu
Mas esse sentimento resistiu,e no tempo não foi destruído

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios