quarta-feira, 3 de outubro de 2012

TE FOSTE


Por tudo que a vida me negou
Muito pouco na verdade eu chorei
Mas pelo bem maior que me levou
A isso com certeza nunca perdoarei

A velhice não desejada está chegando
E com ela também todo o dissabor
Os frios braços da solidão já estão me cercando
Pois sabe que já não te tenho mais... Meu amor

E me pergunto: o que ainda posso fazer
Pra essa minha dor poder suavizar?
Pois se já não tenho na minha vida teu querer
E bem sei que nunca mais voltarei a amar

Te foste e nem ao menos me  perguntando
Se eu queria sem os teus carinhos ficar
Te foste... Não sei se sorrindo ou chorando
Só sei que te foste... Pra nunca mais voltar


Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios