quinta-feira, 4 de outubro de 2012

NOSSO SEGREDO



Como esquecer essa boca que nunca beijei
E o palpitar do teu coração apaixonado?
Tudo em ti foi tão louco, mas foi tudo que desejei
Nessa minha vida de sonhos sempre castrados

Hoje, já não posso dizer que nunca amei
Nem tão pouco que por ti não fui amada
Foste o sonho mais lindo que um dia sonhei
Foste a minha fonte de vida...Viva e tresloucada

Que farei para esquecer a carícia que não veio
E todos os abraços tão cheios de amor?
E na nossa imaginação encontramos um meio
De vivenciar toda a magia desse maravilhoso torpor

Agora eu pergunto ao meu sofrido coração:
Será que não poderei continuar te amando?
Tua voz sedutora continua a cada declaração
Desse louco amor, que eu ainda vivo escutando

E essa distância que nos separava, hoje nos aproxima
Pois tua ausência  mais forte se faz em presença na alma
Me despertando do tédio, invento pra nós uma nova rima
Que no meu silencio embala meu corpo e meu espírito acalma

Tentarei não encontrar razões para ficar me lamentando
Nessa tua ausência que sempre se fez presença...
Muitos mais segredos ainda tenho pra ir te contando
Amando saber que entre nós nunca haverá desavenças

Hoje te sinto muito mais meu do que ontem
Essa certeza me faz de mais nada na vida duvidar
Te tenho só pra mim e nesse novo horizonte
Não haverá ciúmes, dúvidas, nada para nos intrigar

E finalmente... Num amanhã próximo nos encontraremos
E vibraremos ante o final dessa separação prolongada
Nesse gélido abraço nossas almas aqueceremos
Por termos nossas saudades e ansiedades mitigadas

E nesse momento permaneceremos quietos... Calados
Sentindo no sussurro do vento a carícia a nos contagiar
Seremos dois seres inexistentes... E  loucamente apaixonados
Que desejaram desde outra existência, tão somente se amar

E nesse sublime momento de pouca ou quase nenhuma razão
Teremos por fim o que sempre em vida vivíamos a buscar
A maior, mais completa e ousada das formas de emoção
Que foi a de finalmente nossos desejos podermos saciar




Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios