quarta-feira, 24 de outubro de 2012

LEMBRANÇAS E SAUDADES


Nessa madrugada, enquanto a cidade está dormindo
Meus pensamentos céleres outra vez, estão à vagar
As vezes nem sei a qual lembrança vou perseguindo
Mas é aquela que a saudade ansiosa vai buscar

E assim, vou vivendo... De desejos em desejos
E das muitas recordações que não findam jamais
Pelo espaço vou largando o que mais almejo
Porém, sem nunca esperar da vida demais

E nas noites ou madrugadas silenciosas
Busco consolo onde bem me aprouver
Meu sono se esvai nas lembranças caprichosas
Lembranças e saudades dessa essência de mulher

Eu muulher, sempre triste e bem mais irrequieta
Pelo destino fui tão marcada e sem dó
E olhando a vida por uma pequena fresta
Percebo que nunca deixei de ser triste e só

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios