terça-feira, 14 de junho de 2011

Nesses Dias


Há dias que tenho me sentido assim...
Corpo cansado, mente vazia
Como se tudo estivesse no fim
No abandono das minhas noites de agonia

Há dias que tenho me sentido assim...
Inerte... E sem vontade de querer salvar
Um pouco do tudo que a vida tirou de mim
E que eu nunca consegui reconquistar

Houve dias em que meu falso sorriso se perdeu
E foi em vão que eu o tentei recuperar
Mesmo assim eu sentia que o melhor nunca morreu
Já que em minha eu sempre estive a lhe buscar

E são nesses dias, quase sempre tão sem cor
Que o meu viver padece a tua ausência
Pois eu sinto a falta desse insólito amor
Do qual o tempo ladrão não teve clemência

Confesso...Hoje realmente é um dia assim...
Onde a tua falta mais forte se prenuncia
E eu sinto que vou a cada dia, morrendo enfim
E a cada dia se esvai o que restou de alegria

E eu sei que nada vai acontecer que possa mudar
O que a cada dia eu vivo como louca a perseguir
E eu sei está nesse meu desejo que me faz sonhar
De viver contigo o tudo que um dia me fizeste sentir

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios