terça-feira, 28 de junho de 2011

Ao Vento


Eu sempre achei muito fácil escrever
Era só mergulhar nas lembranças pra começar
Mas hoje eu vejo que não basta só eu querer
É que a minha mente só tem feito me atraiçoar

A minha mente criava e eu só fazia escrever
Pois a minha imaginação nunca tinha limites
Para tudo fluir, era só ficar pensando em você
Já que a minha mente de criar nunca desiste

Porém hoje... Sempre que minha mente vai fluindo
Me desespero se não tiver papel e lápis à mão
Já que minha mente cria e logo as vai destruindo
Tentando apagar a minha fonte de inspiração

E o que tem me deixado bem mais triste
É saber que a culpa é sempre do tempo
Que em querer me limitar, ainda insiste
Destroçando as minhas lembranças ao vento

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios