sábado, 25 de junho de 2016

MUITO TEMPO AINDA TEREI

       
        
                         À MINHA IRMÃ GEORGETE

Não tive coragem de lhe ver descer à sepultura
Este seria para mim o pior dos momentos
Não consegui lhe olhar nessa derradeira vez
Pois a imagem que guardo em meu pensamento
É a mais bela e encantadora que alguém possa ter
E tenho certeza que nada apagará o que um dia você
Me fez através das suas pequeninas atitudes conhecer
Algo que não permite eu me entregar ao alheamento

Com você muito aprendi e um pouco também ensinei
Nossas conversas sempre eram tão sinceras e livres
Nunca havendo momentos para abarcar a tristeza
Quantas vezes me dissesses, eu sei bem o que dizes
E permanecíamos buscando num distante passado
Fugir dos assuntos que trouxesse algum desagrado
Principalmente se de alguma forma tivesse marcado
a nossa vivência por ter de outrem qualquer deslize

Muito tempo ainda terei para ficar pensando
Nos nossos últimos papos as vezes cheios de dor 
E nessas conversas eu pude sentir sem dificuldades
O tamanho do seu coração e também do seu amor
Muitas lágrimas eu sei que ainda vou derramar
Todas as vezes que por alguma razão de você eu lembrar
E agradecerei a Deus, pois foi ótimo com você partilhar
Os momentos que fazias desabrochar como uma flor




Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios