quinta-feira, 28 de maio de 2015

AMIGO VIRTUAL... BEM REAL


Ao menino Pedro Potiguara
Escutar você menino Pedro Potiguara me fez bem
Ao menos senti que a indiferença não me afeta de tudo
Na realidade meu pensamento já não consegue ir mais além
Tudo à minha volta desbotou, perdeu a cor e ficou mudo
Mas por alguns instantes, escutá-lo pareceu-me inquietante
Meu sorriso se fez... Gábata sorriu pra si mesma e sentiu
Uma leve pontada de esperança retornando...Lenta e desafiante
É bem melhor ser triste do que indiferente como quem já partiu
Há dias que venho me sentindo assim, mais só do que o habitual
Não triste nem infeliz... Pior... Indiferente... Perdida, deslocada
E ouvir você menino, por instantes me fez sentir quase normal
Sem saber me desses um pouco de força, me senti encorajada
Voltei a ouvir o poema solidão que gravasses e ficou um encanto
Fechei os olhos e deixei-me levar pelos caminhos de volta...
De repente despertei e senti meu amigo que em mim havia pranto
Minha alma já não abrigava apenas indiferença ou mesmo revolta
Obrigada pela atenção e carinho meu menino querido e tão amigo
Pelas estradas da vida caminhamos sem saber o que nos espera
Mas tenha a certeza quem em boa e tranquila hora eu digo
Que um amigo virtual pode ser mais real que muitas quimeras

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios