quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

VAI VER


E foi numa lufada mais forte de vento
Que a tristeza outra vez a mim se achegou
Eu estava um pouco perdida no tempo
Nem percebi quando esse vento me acertou
Já procurei em derredor alguma razão
Pra me deixar acertar assim... Desse jeito
Só se for algo bem escondido em meu coração
Pois nada achei ao vasculhar o meu peito
Talvez até me sobre motivos, por que não?
Nem sempre vislumbramos o que de fato acontece
Mas seja lá o que for, acredito, na minha opinião
Não deve ser nada que meu espírito engrandece
Vai ver são os muitos anos por mim já vividos
Que apenas me cansam e nada mais causa
Ou talvez a revolta dos tantos sonhos perdidos
E de uma vida vazia, apenas levada na valsa...

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios