quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Dor Imensa


Eu tenho uma tristeza tão grande... Tão imensa
Que chega a ser maior
que a própria dor que a causou
E tenho por certo que mediante tudo
as vezes até penso
Ter sido algo banal e que tudo já passou

Mas é inútil, pois esta ferida
que só tende a crescer
Ninguém nunca haverá de compreende-la
também
E eu não acredito que não percebas
que foi você
O causador dessa angústia que vai
da dor, mais além

Eu que nunca achei dificuldades
em perdoar
Hoje percebo que nem sempre
as coisas são assim
Talvez esteja longe de mim
o verdadeiro sentido de amar
E que seja só por isso que há
tanta dor em mim

Espero que isso acabe algum dia
E que confiança eu volte a ter
Aí, quem sabe renasça em mim
a verdadeira alegria
E eu consiga de outra forma
sentir você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios