domingo, 26 de dezembro de 2010

Vazio Profundo


Quantas vezes em meus tristes lamentos
Eu consigo disfarçar as minhas mágoas
Procurando esquecer os meus tormentos
Mesmo tendo os meus olhos rasos d'água

E uma sensação de vazio profundo
Me envolve parecendo me asfixiar
Mais triste é saber que nesse mundo
Nada acontece que possa me alegrar

E entre lágrimas e as vezes risos
Chorando ou zombando da minha dor
Eu sinto que na verdade o que preciso
É vencer a ausência desse perdido amor

Mas talvez eu consiga preencher um dia
Esse vazio que se fez grande em meu viver
E talvez eu consiga sentir outra vez alegria
Se esse vazio eu tiver preenchido por você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios