domingo, 7 de agosto de 2016

TUA VOZ... AH! ESSA TUA VOZ...


Nessa tarde tão monótona, eu não esperava
Receber uma ligação tua, assim de repente
Quase me pus à descoberto, a emoção exalava
Mas eu precisava me conter... Infelizmente...

Ouvir tua voz me transportou para outros tempos
Onde com tudo eu sonhava e de nada me apercebia
E inexplicavelmente embalei-me num suave vento
Que mais parecia ser o Éolo... Soprando só alegrias

Ah! nem imaginas como foi maravilhoso te ouvir
Deixaste a minha alma mais uma vez encantada
Meu semblante sem deixar transparecer... A sorrir
Pois sentia o coração em festa, fiquei deslumbrada

Tua voz,,, Ah! essa tua voz... De uma genuína sedução
Desnorteia meus sentidos, me faz sentir viva outra vez
Foi durante tanto tempo alimento para meu tolo coração
Onde eu percebi que mais nada me restava, só insensatez

Hoje, quando mais nada dessa nossa história restou
Sinto que através do tempo algo insiste em perdurar
São as contagiantes lembranças desse pacto de amor
Que em outra vida, esse amor ainda haverá de retornar



Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios