quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Minha Eterna Criança


A Kelsinha é uma menina tão meiga
E apesar da pouca idade, madura também
Sempre sabe esperar a melhor hora
Para tudo resolver,quando lhe convém
Não estou com isso querendo dizer
Que ela nunca está pronta pra aprender
E que as vezes erra sem querer
Mas é que ninguém é perfeito,meu bem

Eu a acho uma menina tão bonita
E as vezes esqueço que ela já cresceu
Mas quem é mãe entende o que digo
Pois o tempo passa e a gente nem percebeu
Mas não importa o quanto eu a ame
A preocupação as vezes nos consome
Pois não sabemos se a vida lhe será infame
Nem qual o destino que será seu

Mas eu creio que tudo na vida
Tenha uma grande razão de ser
Não serão meus temores que fará
Algo deixar de acontecer
Pois quem tem um Deus na vida
Não terá para sempre a alma ferida
Pois será eternamente dele,a querida
E a Ele só terá à agradecer

Oh! filha linda e amada
Minha eterna criança
Foste por Deus escolhida
Que em ti reine sempre a esperança
Pois para o teu futuro vejo alegrias
Muita paz e também harmonia
Que encherão todos os teus dias
Colorindo cada uma das tuas lembranças

Um comentário:

ELIAS ZÉ, O QUIMICOETA. disse...

Eles serão sempre crianças.Que mais coisa linda!

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios