quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

APÓS A MORTE


Foste como um sonho... Um sonho enlouquecedor
Que permeou muitas das minhas noites mal dormidas
Foste o que chamei de meu grande sonho de amor
Foste enfim a minha emoção mais viva e bem sentida

Porém, logo a nuvem do desamor se fez presente
Foi quando a minha alma se cobriu de grande dor
Agora tu eras a sombra de um sonho inconsequente
Percebi que podias sim ser tudo, menos o meu amor

A insônia se apoderou de mim implacavelmente
A e solidão e tristeza atormentavam de modo cruel
Eras na realidade o que eu descobrira finalmente
Uma grande taça de sentimentos do mais puro fel

Mas tudo isso foi no ontem que eu sucumbia sem saber
Que a maior de todas as minhas emoções ainda consistia
Em ter essa certeza que eras sim o meu bem querer
E a fonte inesgotável da minha mais profunda alegria

Depois de passado os dias de dores e decepções
Descobri que nada mesmo poderia ser mais forte
Que o sentimento que nascera das muitas ilusões
E que sem dúvida  nos uniria até mesmo após a morte

E assim tornou-se o maior consolo da minha caminhada
E que esse  nosso amor vem de outras vidas, assim o dizes
Estamos aqui de passagem, e tenho por certo, nessa jornada
Que estamos a sentir o quanto ainda poderemos ser felizes

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios