quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Três vidas E Um Destino


Categoria: Contos

Tentando se manter calmo, o Gustavo dirige apressado em direção ao hospital. Preocupado torna a olhar para o banco traseiro do automóvel. Sobre este, está o Paulinho. A palidez que lhe cobre as faces o deixa assustado. Olha desesperado para Elsa que ao seu lado chora baixinho. Ele volta a prestar atenção a estrada, mas os soluços abafados de Elsa só o faz sofrer mais. Ele sabe por que ela chora tanto. O medo de perder o único filho a deixa angustiada, pois ela pensa que não mais poderá ser mãe. Ela ignora que o Gustavo é que não pode ter filhos, pois o mesmo sempre escondeu esse fato dela, aproveitando que a mesma tivera um problema muito sério no parto. O Paulinho era filho do primeiro marido dela, mas ele havia sido morto há alguns anos atrás. A Elsa ficou com o filhinho recém-nascido, e três anos depois de tanto sofrimento ela conheceu Gustavo, com quem vivia desde então. Ele sendo louco por criança, logo se apegou ao garoto, enquanto a Elsa desesperada procurava ajuda médica para engravidar, realizando assim o maior sonho dele que era ser pai. E este muito egoísta decidiu que era melhor a Elsa ignorar o problema que estava com ele, e assim proibiu ela de apelar para a medicina, pois ele dizia que não queria vê-la nesse sofrimento,pois estava muito satisfeito em ser pai de Paulinho.E ela pensando que ele a estava poupando sentia-se mais culpada ao vê-lo dar tanto amor ao seu filho.
O Gustavo sofre calado com toda aquela situação, mas o medo de ser desprezado por ela, o fez calar-se, ele teme ser abandonado por ela, preferindo ser cruel, ao negar-lhe o direito de saber a verdade. Perdido em seus pensamentos, Gustavo sai da estrada entra na rodovia sem prestar atenção, e tudo acontece tão rápido que ele não consegue evitar o acidente. Com o choque o Paulinho expele a tampa do vidro de remédio que estava presa em sua garganta, e lívido fica olhando Gustavo banhando de sangue. A mãe fora atirada para fora do carro e permanece imóvel sobre o asfalto.O ocupante do outro veículo se arrasta penosamente até onde está a Elsa, e o Paulinho não consegue compreender o grito desesperado daquele desconhecido quando se aproxima da mãe dele.
Muitos anos se passaram desde aquele trágico acidente. Hoje o Paulinho consegue compreender a louca corrida do Gustavo, pois ele contara toda a verdade antes de morrer. Ele havia sofrido muito com a tortura que fizera com a Elsa ao longo dos anos, quando escondera dela o fato de ser ele quem não podia ter filhos. E assim, por insegurança o Gustavo preferia se tornar um verdadeiro monstro. A Elsa sofria por achar que o Gustavo era obrigado a ser pai de uma criança de outro homem, que aos olhos dela o tornara um ser inigualável. Emocionado o Paulinho olha para mãe, que esquecida dos maus momentos, vive feliz ao lado do homem que gritava desesperado por ela no dia do acidente. Pois aquele homem era o primeiro marido da Elsa, que havia sido dado por morto, mas que tudo passara de um terrível engano, este havia sofrido um acidente e em conseqüência disso, havia perdido a memória, como estava sem os documentos na ocasião, ficara durante muitos anos por aí, até recuperar a memória e resolveu voltar. É certo que fazia algum tempo que tudo havia acontecido, mas ele precisava tomar muitas providências para poder finalmente voltar para procurar a esposa e o filhinho, e já fazia meses que ele os procurava, pois eles já não moravam na mesma cidadezinha que ele havia deixado antes daquela viagem onde nunca mais voltara, e quisera a fatalidade uni-los mais uma vez.
Mas agora ficara para traz. A Elsa brinca feliz com a filhinha, o Paulo feliz olha para a mulher acena para o filho que se encontra um pouco distante. O Paulinho apesar de não ter muita idade, já é bastante inteligente para entender tudo que se passa ao seu redor, ele deixa a sua mente a vagar pelo espaço. Ele sabe que o Gustavo jamais será esquecido, pois ele errara por excesso de amor, mas sem dúvida nenhuma, ele soubera ser amado.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios