quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Decifrando


Ausência é quando fico alienada
Pensando em minha vida sem ti
É saber que muito pouco, um nada
Me faz pensar em ti e não te sentir

Presença é essa vontade muito louca
Que se materializa diante de mim
É sentir o calor aquoso da tua boca
É abraçar-te e ser abraçada por fim

Saudade... É sentir essa ausência doída
Nessa presença que ao meu pensamento vem
É sentir-me assim... Cada vez mais perdida
Desejando esses braços que tanto amor me tem

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios