segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Certeza


Na mansidão embriagadora desse meu eu
Vou aguardando ansiosa pelo teu amor
O tempo me mostrou que ele é só meu
Pois dele não sinto vestígios de dor

Porém o que ouço é um silêncio profundo
Guardado tão inquieto nesse peito teu
Que penso já não haver mais entre nós assunto
E em dúvida sobre esse amor que julgo ser meu

E entristecida busco ansiosa pelo teu olhar
E sinto que ele, algo está querendo me dizer
E talves seja o que jamais ousarias me falar
Que infelizmente da minha vida sairá você

E angustiada busco-o como que meio emudecida
Mas inevitável a pergunta aos lábios me vem...
Ser que vais sair calmamente da minha vida
Justamente porque nenhum amor mais me tens?

Mas o sorriso que dos teus lábios me vem
Me transmite paz e também tranquilo me diz
Que teu amor continua sendo só meu, meu bem
E por toda a vida continuarás a me fazer feliz

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios