segunda-feira, 20 de abril de 2009

Talvez


Talvez alguma importância eu tivesse
Talvez...
Se meus sentimentos eu contivesse
Talvez...
Quem sabe, se eu nada falasse
E apenas... tão somente eu me calasse
Talvez assim, quem sabe
Quando algum assunto eu abordasse
Não me dirias que não,
Não atentarias contra minha emoção...
E assim, talvez eu pudesse viver
Ter um pouco de paz.
Nada mais precisaria acontecer,
Eu poderia então me sentir capaz
Capaz, talvez... para morrer...

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios