quinta-feira, 5 de maio de 2016

APENAS AS LEMBRANÇAS


A tarde está quieta, um tanto modorrenta eu diria
Igualzinha aos meus contraditórios sentimentos
Onde reina de forma absoluta uma falsa alegria
Na verdade a precursora dos meus fingimentos

Ultimamente decidi com bastante calma analisar
Do que realmente meus sentimentos são feitos
Mas para minha surpresa nada consegui encontrar
Que pudesse extravasar alguma alegria do meu peito

Os momentos de real valor foram quase nenhum
Sempre fui  enganada e até mesmo usada posso dizer
Recordei todos meus momentos... Um a um...
E todos foram traçados no engano, já pude perceber

Olhar para o amanhã, seria de minha parte loucura
Já não tenho idade nem vontade para tentar ser feliz
Nunca busquei o difícil nem o proibido, e de alma pura
Apenas tentei amar e ser feliz e eu quase consegui...

Hoje apenas me restam as muitas e tristes lembranças
Pois até as boas recordações sucumbem nesse sofrer
Se esvaíram de mim tudo o que poderia ser esperanças
Ficou em mim apenas as lembranças de um Você...


Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios