sexta-feira, 30 de julho de 2010

Gestos


Estou sozinha nas lembranças
E com a dor que em mim perpetuou
Perdi da vida toda a esperança
Apenas a saudade em mim ficou

Se foram todos os sonhos e ilusões
E todos os desejos ocultos da alma
Se perderam todas as minhas emoções
Nada me restou, nem mesmo a calma

A calma de um dia poder aceitar
Tudo o que a vida cruel me reservou
Perdi até o gosto de também pensar
Na beleza dessa nossa história de amor

E vagando entre os meus pensamentos
Querendo nas lembranças não reviver
Cada um dos nossos ardentes momentos
Tentando tirar de mim essa ânsia de você

Mas quando fecho os olhos ainda revejo
Essa grande ilusão que um dia eu perdi
A de tê-lo para saciar os meus desejos
E sentir outra vez tudo o que um dia vivi

E perdida entre tantas lembranças e desafetos
Continuo em verdade na busca de um dia poder
Sentir de novo cada um daqueles ousados gestos
Que um dia, espontâneamente os tive de você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios