terça-feira, 27 de julho de 2010

Círculos Fantasiosos


Vivo de tudo a me esconder
Aguardando por algo irreal
E também não quero que você
Perceba que tudo me é crucial

E assim me reservo sempre o direito
De nas sombras do tempo me ocultar
Já que mais nada me parece perfeito
Eu consigo assim de tudo me afastar

E olhando para trás finjo não ver
O que tanto eu insisti em conservar
E eu sei que foi por puro prazer
Que o tempo resolveu também me magoar

E vou descrevendo em círculos fantasiosos
O que da minha mente não consigo tirar
Se vai a juventude,fica os momentos ansiosos
E o receio da velhice que vejo quase chegar

Cada ano vivido nunca me trouxe paz
Não consigo ter ilusões no meu viver
E também nunca aceitei nem fui capaz
De tirar da minha vida tantos porquês

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios