segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Tudo Vencer


Ouves ao longe um grito silencioso
Que sufocado tenta se libertar
E quando tudo poderia ser grandioso
Mais uma vez o silêncio te fez calar

E cada dia que passa sem certezas
Cheios de vontades e de maior razão
Verás que tudo o que mais almejas
Sem dúvida está oculto em teu coração

E lutarás bem sei até o momento final
Na dúbia esperança de um dia poder
De forma única e também triunfal
Com todos os males poder romper

E terás por certo a grande recompensa
De quem lutou, sofreu e nunca desistiu
E sabemos o quanto foi grande a ofensa
Pois alguém te humilhou, renegou, e feriu

E um dia haverás por certo de ser coroada
Pois o destino finalmente fará acontecer
Foste bem sabemos muitas vezes magoada
Mas conseguirás afinal a tudo vencer

Um comentário:

ELIAS ZÉ, O QUIMICOETA. disse...

Parabéns por toda essa sensibilidade!

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios