quinta-feira, 25 de junho de 2015

CANSEI DE TUDO...



Não sei exatamente o que acontece comigo
Pois um dia chuvoso como esse me fazia feliz
Hoje porém me parece algo quase perdido
Um encanto desfeito, algo cansativo num aprendiz

Quantas inspirações o som da chuva me trazia
Que maravilhosas descobertas nessa águas a cair
Hoje os sentimentos que me envolvem nessa manhã fria
São incapazes de me fazer chorar e menos ainda de sorrir

Meus dias se arrastam numa lentidão cruel e enervante
E a natureza me parece mesquinha... Sem coração
Ou será que ela chora dessa forma... Abundantemente
Ao ver minha inércia diante do desfazer da minha ilusão?

Não preciso reaver o que perdi, a não ser meu próprio eu
Pois eu queria me arrebentar de dor, ter a alma chorando
Mas que eu me sentisse ser capaz de sofrer... Deus Meu 
Que eu sofresse pelos sentimentos que eu visse brotando

Mas estranhamente não me sinto mais assim... Humana
Tenho no coração um bloco de gelo que não se desfaz
Quantas vezes nos últimos dias me sinto como insana
Pois sinto que tudo eu perdi... Até mesmo a minha paz

Hoje eu me sinto assim... Exatamente assim... Perdida
Nada busco pois não sei o que mesmo eu possa procurar
Tudo em mim se desfez, nada faz sentido na minha vida
Cansei de tudo... Cansei das esperas... Cansei de acreditar

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios