sexta-feira, 30 de abril de 2010

Foi Tudo Em Vão


Gostaria de um dia voltar
Aos lugares por onde passei
Rever cada canto, cada lugar
Até mesmo aqueles onde chorei

Rever as pessoas que conheci
Em cada fase da minha vida
Principalmente as que convivi
E que me magoou com sua partida

Queria ainda também poder sentir
Todas as alegrias que tive roubada
E a felicidade que um dia perdi
Por não conseguir ser mais ousada

Se eu pudesse o meu destino transformar
E com isso, a vida faze-la um pouco entender
Que foi tudo em vão,Já que nada eu vi mudar
Nessa história que um dia vivi com e por você

E percebo que por mais cruel que seja
A verdade sempre haverá de prevalecer
E se do destino não tive a mão benfazeja
Apesar de tudo, hoje, ainda consigo viver

Viver do resto da minha passividade
Que como âncora a mim se atrelou
Mas quem teve marcada a mocidade
Viver de migalhas é o tudo que restou

Migalhas de ações e sentimentos
Que miseravelmente a vida me deu
Meus sonhos releguei ao esquecimento
Mas que vez por outra do tédio renasceu

Quem sabe se eu conseguisse buscar
Tudo que na minha origem se perdeu
Talvez eu conseguisse um pouco salvar
O que na realidade, nunca, nunca morreu

E diante da perfeição que de mim se espera
Me agarraria a qualquer chance de vencer
Matando de vez todas essas tristes quimeras
Que um dia ousou levar da minha vida você

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios