quinta-feira, 20 de abril de 2017

EU ACREDITEI


Houve um tempo em minha vida
Que eu acreditava em tudo que ouvia
Mas logo descobri serem palavras fingidas
Pois sentimentos era algo que não existia

Por muito pouco não acreditei em papai Noel
E em outras fantasiosas histórias de pura ficção
Tudo me parecia tão puro, tão verdadeiro, puro mel
Como fui tola... Deixei ser enganado meu coração

Hoje já não existe nada que lembre aquela menina
Tão sem maldades e que por isso alto preço pagou
Perdi-a nessa vida e já nem lembro em qual esquina 
Possivelmente naquela onde mais encontrou a dor

Tantos momentos sonhando com a tal da felicidade
Sem sequer imaginar que eu não passava de brinquedo
Fui muito tola, pois nada justifica, talvez pela idade
Achei que de nada mais eu poderia sentir qualquer medo

Agora em meu coração nada existe que pareça belo
O tenho fechado para qualquer tipo que seja de emoção
Não mais o verei como um depósito de sentimento singelo
Pois quando menos esperei tive assassinado o meu coração

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios