sábado, 31 de dezembro de 2011

Até Que O Tempo Se Decida


É um novo ano que está chegando
Onde muitos afirmam ser um recomeço
E muito sobre isso eu venho pensando
Mas por correta eu não reconheço

O certo seria afirmar ser uma continuação
De tudo aquilo que deixamos para trás
Pois até se tenta apagar as mágoas do coração
Mas daí ser um recomeço... Nunca... Jamais

Me diga: Como quebrar o que se guarda no coração
E como esquecer o que tanto queima a alma?
Isso se torna um problema quase sem solução
Já que nada trará de volta a minha sonhada calma

O início de cada novo ano só faz mesmo me lembrar
Que mais um tempo se passou e para mim, em vão
Esse famoso recomeçar seria por em dúvida, desacreditar
Em tudo isso que até hoje move o meu amargurado coração

Quem sabe um dia ainda venha finalmente acontecer
Eu aceitar o que de momento me causa confusão
Porém, se um dia a nossa história eu puder reviver
Acreditarei ser um novo recomeço, o fim da minha solidão

E não será necessariamente o início de um novo ano
Que aconteça em um momento nosso,numa hora qualquer
Que eu novamente ouça você dizer: Como eu te amo
Quero você de volta pra mim... Minha inesquecível mulher

E nesse dia então acontecerá finalmente o recomeço
De uma história que no tempo, infelizmente parou
Vibraremos juntos essa nossa história,esse novo começo
Esses momentos tão loucos que um dia para trás ficou

Mas até que esse momento para nós aconteça
Continuarei ainda por muito tempo a resistir
Pois eu quero que tudo em mim assim permaneça
Até que o tempo se decida por nós e volte a nos unir

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios