segunda-feira, 28 de junho de 2010

Fortes Emoções


Eis que uma voz suave e trêmula
Chega de mansinho aos teus ouvidos
Te tomando por segundos os sentidos
Embargando assim a tua voz
E como um bálsamo cai em teu coração
Que abraçando com calma a tua alma
Vai te transmitindo fortes sensações
Em meio a uma suave emoção.

E assim as portas do teu passado
Que por tanto tempo ficaram fechadas
Se abrem...
E um pouco atordoado
Te chegam lembranças
Que na mente retiveste
Para alimento da tua esperança
E que hoje não contiveste

E esse amor um dia tão reprimido
Explode num calado grito...
E então, um pouco sem jeito
Dás evasão a alegria do teu peito
E te pões a falar

E ouves em resposta
Uma voz quase chorosa
E ficas a pensar...
"Esse é o meu primeiro fruto
Que um dia tão frágil e pequenino
Em meus braços acalentei
Como um presente divino"

E em meio a tão grande emoção
As palavras te saem sem pressa,
E como num bom presságio
Deixa-te invadir por essa sensação
Como resposta a uma tua promessa...
E sentes que em breve irá acontecer.
E envolvido pela ternura que te abraça
Deixas fluir esse amor que tens guardado
Para essa filha nunca esquecida
Pois sempre foi lembrança forte em teu viver.

Um dia a vida os separou...
E o tempo apenas deixou este amor adormecido
Porém o destino decidiu, e os juntou
E por esse amor bendito
A esperança se renovou...
Eis que pai e filha se reaproximam
Para continuar essa história
Que entre os dois nunca acabou...

Um comentário:

Kellen Ordonio disse...

Eita que lindooo, já tava me achando aqui, pensei que era de mim que tava falando..kkkkk...........