segunda-feira, 4 de novembro de 2013

RECADO PRA JULINHA


Minha pequena e doce Julinha
Não tem nada de preguiçosa
Está limpando toda a cozinha
De forma pouco duvidosa...

E haja trabalho a ser feito
Até me parece exploração
Chega a doer-me o peito
Embora seja linda a visão

Eu fico até imaginando
Quando ela finalmente crescer
Outros momentos criando
E os serviços sem querer fazer

Pra descontar esse tempo
Não é mesmo minha Júlia linda?
O tempo voa rápido como o vento
Só restando as lembranças infindas

Muitas cenas assim ainda veremos
E muito ainda riremos dessas atitudes
Felizes sempre nos sentiremos
Mas é apenas o crescer de suas virtudes

Minha querida e amada Julinha
Não se deixe explorar desse jeito
Pois começa assim, você fazendo gracinha
E a mamãe lhe aplicando o golpe perfeito

Ela pelo face book viajando
E pondo você pra trabalhar
Ouça Julinha o recado que estou dando
Não se iluda, essa vassourinha é pra tapear




Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios