terça-feira, 26 de novembro de 2013

FELIZ ANIVERSÁRIO DUDA




À Minha sobrinha Maria Eduarda (DUDA)

O tempo passa por nós tão rapidamente
Que muitas vezes não nos apercebemos
Talvez por isso o acho um pouco inclemente
Mas com certeza não é isso o que queremos

Ontem Duda, eras uma graciosa criança
No olhar a pureza que guarda os inocentes
No peito por certo trazias a esperança
De verdadeiras alegrias, nunca aparentes

Mas os anos foram passando
E o encanto de criança o tempo levou
Hoje a mulher que vimos reformando
Nas dificuldades da vida não pensou

Dificuldades em criar para si um mundo
Onde o desgosto dele não fizesse parte
Teu pensar por certo nunca foi profundo
Pois do contrário teu existir seria uma arte

Arte em amar, respeitar os que te amam de fato
Me refiro  principalmente aos teus pais, tão dedicados
Que te amam de forma incondicional e que são gratos
Ao Deus supremo por um dia a eles terem te dado

Hoje, ao olhar pra ti penso naquela criança
Que travessuras  fazia sempre a brincar
Cresceste, teu jeito irrequieto encobriu a esperança
De que um dia seria apenas feliz, a sorrir e cantar

Duda, a vida tem várias formas de nos ensinar
E espero que esta ainda lhe ensine que o importante
É amar e verdadeiramente ser amado e se abnegar
As muitas  leviandades que por certo serão ultrajantes

Que hoje resplandeça sobre a tua vida
Os bons sentimentos que habitam em teu ser
Que a tua existência nunca seja atrevida
Apenas cubra de bençãos e amor o teu viver



Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios