quinta-feira, 12 de setembro de 2013

BENDITO SEJA


Hoje a natureza resolveu me presentear

A chuva fina que cai parece embalar meus ais
Depois de um dia de lembranças a me angustiar
Percebo que depende de mim ter algo a mais

Algo mais para refletir após muito pensar

Já que as maldades humanas parecem não ter fim
Fico chocada, a isso, não consigo me acostumar
Só mesmo Deus para se apiedar de mim...

Não suporto a ideia de maus tratos em animais

Nem tão pouco em idosos, deficientes e crianças
peco pela ira e ódio diante desses seres bestiais
Que desconhecem o sentido do amor e esperança

Estou realmente cansada de tantas maldades

Das muitas injustiças e abusos de poder
Pois se repararmos, o mal já vem desde a tenra idade
Não há misericórdia entre esses que cristão dizem ser

Que Deus se apiede e perdoe esses meus pensamentos 

Mas não há como pensar ou querer agir diferente
Os políticos só tendem ao nepotismo e super faturamentos
e uma outra parte das pessoas são más e inclementes

O que nos resta é tão pouco... podem crer

A humanidade perdeu o verdadeiro sentido da vida
Pois se uns lutam pelo bem, estes mesmos podem ver
As inúmeras vezes que suas batalhas são perdidas

Que Deus em sua infinita bondade e misericórdia

Ainda conceda forças para esses que lutam no dia a dia
Na esperança de manterem firmes suas convicções simplórias
Tentando de alguma forma trazer ao mundo um pouco de alegria

Bendito seja cada um desses verdadeiros cristãos

Que sentem no peito esse amor tão grande e incondicional
Quer seja por cada um que sabe ser por Deus um seu irmão
Ou por aquele ser que erroneamente chamamos de animal









Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios