domingo, 6 de novembro de 2011

Fim De Brincadeira


Categoria: Crônica

O barulho da usina em plena moagem parece dar mais vida a essa paisagem desgastada pelo tempo. Ao longe observo os corvos voando em busca de alimento.É sempre assim quando há queimada no canavial.
Dois homens mexendo num poste, me faz lembrar de um acidente ocorrido há mais de vinte anos, quando, por uma fatalidade do destino o rapaz encarregado do setor de elétrica,numa tarde de chuva fina, sobe por engano num poste de alta tensão e morre eletrocutado. Até parece que estou vendo o corre corre daquela fatídica tarde.
Essas lembranças desagradáveis logo é substituída pelo grito de uma criança... Olho e a vejo rodeada pelas demais... O que aconteceu? Um dos moleques foi apedrejar um pássaro, a pedra bateu na árvore e acertou a cabeça de um garoto.
Fim de brincadeira... todos correm para as suas casas ao ouvir um grito de uma mãe enraivecida.

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios