segunda-feira, 19 de agosto de 2013

QUISERA...APENAS


Eu queria no tempo tão somente me perder
E viver tudo quanto me fosse permitido
E nas lembranças sem nenhuma culpa reviver
Todo esse amor que por nós nunca foi esquecido

Queria entrelaçar minha alma à sua mais uma vez
E sentir o quanto por ti sou correspondida
Esquecendo tudo que representasse apenas sensatez
E lhe fazer entender que essa seria de fato nossa vida 

Quisera, no meu silencio mostrar o que ninguém compreendeu
Que sempre seremos bem mais do que o destino permitiu
E  mostrar o quanto seria perfeito esse amor entre você e eu
Mas que  no tempo se esvaiu e por muito pouco se destruiu

E antes que pela derradeira vez os meus olhos eu venha a fechar
Que eu possa ao mundo e a você dar mostras do que aconteceu
Não quero que pensem que nesta vida apenas estive a sonhar
Na eterna esperança de ver que o nosso amor nunca morreu...







Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios