quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

MEUS ALHEAMENTOS


Essa vontade tão sem vontade me inquieta
Mesmo quando ainda há pouco estive a sorrir
Porém, o que realmente me deixa boquiaberta
É esse cansaço... Cansaço por apenas existir

Me perco em saudades... De que, nunca sei
De quem , já não tenho mais tanta certeza
No momento, o tudo que eu me lembrei
foi o nada que restou de uma certa correnteza

Comigo o destino brincou de se esconder
E raras vezes, em tempo, disso me dei conta
Na minha vida pouco ficou, pois creio que até você
Nossa história, nem em pensamentos a remontas

Outra vez mais sorrio e nem mesmo sei de que
Talvez de mim mesma e desses meus pensamentos
Que até mesmo nas lembranças me fazem ver
Que o tudo desejado... Só os tive em alheamentos

Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios