segunda-feira, 30 de maio de 2016

TOCADA PELAS LEMBRANÇAS


Já há alguns dias que sou visitada pelas lembranças
Que no tempo se perderam, mas que em mim ficou
As decepções acumuladas e a falta de esperanças
Pois isso foi o tudo que nessa minha existência restou

Quanta tristeza tenho guardada por essa vida afora
E até as lembranças da minha infância perdeu a cor
Eu sinto tanta dor rasgando meu peito, hoje... Agora
Mas que eu bem sei que tudo isso foi por falta de amor

De um amor verdadeiro, seja lá da forma que fosse
Mas que eu sentisse ser sincero, sem enganos
Um sentimento terno, duradouro e até mesmo doce
Que eu não precisasse me refugiar por trás dos arcanos

Sonhei tanto em crescer um dia e ser uma mulher feliz
Mas hoje restou muito pouco desse meu lindo sonho
Eu até pensei eque poderia ser feliz, e quase consegui
Mas hoje minha alma soluça nesses versos que componho

Quanta amargura a sufocar, guardada em meu peito
Quantas lágrimas retidas pela dor ou pela vergonha
E nesse caminhada percebo não haver nenhum jeito
Que me deixe tirar de dentro de mim essa dor medonha



domingo, 29 de maio de 2016

Não dá pra acreditar


CRÔNICA
Ontem aconteceu algo que me deixou  abismada... À noite um morador aqui do residencial 
tocou a campainha do meu apartamento, ao abrir a porta ele exclamou:
- Tem uma gatinho miando dentro do motor do carro do seu esposo.
Eu saí e fui conferir, ao chegar no estacionamento escutei os miados aflitos, voltei às pressas 
e chamei meu esposo, ele pegou a chave do carro e foi comigo até o estacionamento.O vizinho 
havia permanecido ao lado do carro.
Meu esposo abriu a tampa do motor e lá estava o gatinho. Enfiei a mão e consegui tirá-lo de lá. O espantoso dessa história? É que ele veio da Paraíba e não caiu nem morreu... Como seria de se esperar. Meu esposo ficou incrédulo sem acreditar no que estava vendo, examinou o gatinho e viu ser uma gatinha,  ele dizia sem parar... É impossível ser a minha gatinha, ela não resistiria, andei centenas de quilômetros hoje, ela não suportaria, é muito quente... E repetia... 
- Eu a deixei no quintal de casa comendo, não pode ser ela... Não pode...
Hoje, antes de voltar pra Paraíba, pegou a gatinha, colocou no viajante e disse: - Quando eu chegar em casa, ( ele trabalha em outro estado) direi a você que não é a minha gatinha... E viajou completamente bobo com a situação.
À noite, ao chegar em casa, me liga, como é de costume, e fala estupefato... Era mesmo a minha gatinha... Aqui no quintal só estava a gata mãe e dois filhotes, faltava uma gatinha...Sem dúvida Deus cuidou dela direitinho...

JÁ NÃO HÁ NADA


Quantas vezes olhando para dentro de mim
Percebi quase inerte que muito pouco ganhei
Embora eu pressentisse que quase todo fim
Nunca tenha sido porque um dia me acomodei

A vida sempre brincou comigo com crueldade
E tenho a certeza que nada fiz para tal, merecer
Meu sorriso inocente e leve manchou na maldade
De muitos que eu pensava realmente conhecer

Fui traída de modo covarde pelo meu destino
A amargura muito cedo em mim aportou
Em minha inocência fui atirada ao desatino
E nem mesmo você... Desses tantos, escapou

Os anos que passaram muito pouco trouxe de meu
E mesmo sendo tão pouco a quase nada tive direito
Até parece mentira que nada houve nesse apogeu
Que um dia sonhei para mim de modo quase perfeito

E hoje, mais nada apetece esse coração que tanto se feriu
As poucas rosas oferecidas tinham espinhos em demasia
Muito sofri diante do que a vida inclemente me exigiu
Meus sonhos foram castrados... Roubaram a minha alegria

Já não há nada sem sombras a me visitar... E nesse amargor
Confesso que quase nada esperei da vida ou mesmo de alguém
Pois fui cercada de maneira fria pela covardia e pelo desamor
E agora eu sinto na pele que felicidade pra mim ficou mais além




quinta-feira, 12 de maio de 2016

MINHA MAIS BELA AQUARELA


Deus, olhando pra terra me viu e pensou:
- Minha filha precisa de um pouco de alegria
E foi até com muito carinho que a mim enviou
Os presentes que iriam alegrar meus tediosos dias
Estou a falar dos meus preciosos e belos tesouros
Julinha, Ben e Juan, meus amados netinhos
E ainda estou aguardando uma pepita de ouro
Luna, a netinha que chegará para florir meus caminhos
Minha grande alegria consiste nessas lindas vidas
Que são as maiores e mais ricas bençãos do Senhor
E neles e por eles me faço de quase tudo esquecida
E deposito nesses pequenos seres todo o meu amor
São eles a minha maior e mais completa riqueza
O bem mais precioso que nessa vida eu tenho
Neles não tenho tempo para dor ou mesmo tristeza
E nessa profunda troca de amor de nada me abstenho
Por eles, as horas de tristezas se fazem adormecidas
A tristeza de pronto se recolhe quando os vejo
São para mim as criaturinhas mais amadas e queridas
E de todo o mau do mundo esqueço e perco o medo
Minha Julinha sempre muito amada e tão querida
Ben meu netinho é tão amado e querido quanto ela
E falar do meu Juan me deixa muito envaidecida
E acreditem, são eles a minha mais bela aquarela

segunda-feira, 9 de maio de 2016

À MINHA QUERIDA JOSIETE


Pela nossa caminhada, muita vezes tão árdua
Encontramos pessoas que são na verdade anjos
Nos dão amor... Nos transmitem sobretudo paz
Transformando nossas tristezas em encantos
Nos mostrando razões que desconhecemos
Nos preenchendo de alegrias que carecemos
Nos dando a chance de reaver o que perdemos
E se fazem presença quando mais necessitamos

Assim tem sido a minha bondosa Josiete  
Um anjo que Deus bondosamente nos deu 
Uma mulher que  com amor suaviza nossa dor
Nos fazendo sentir da esperança o apogeu
Pois entende que um coração de bondade
É o tudo que precisamos nessas horas de ansiedade
Onde a vida nos tem marcado independente de idade
Mas foi esse  o fardo que a vida um dia nos concedeu

Bendita seja você minha amada menina Josiete
Que com amor nos mostra que devemos prosseguir
Nunca devemos nos sentir inquietos ou amargurados
Antes temos que ter forças e assim podermos reagir
Mas acredite meu lindo anjo em forma de mulher
Bem sei que é difícil, mas não impossível quando se quer
Com você aprendi que não há dificuldades se a gente souber
Dar valor a tudo que a vida nos traz...E pra tudo apenas sorrir

Essa foi a forma que me chegou para lhe agradecer
Pois bem sei que eu, Georgete, as vezes muito triste estou 
Mas entendo que és o anjo que Deus por bondade me deu
E o seu sorriso e esse doce olhar que um dia me conquistou
Me faz pedir em minhas humildes e fervorosas orações 
Que Deus a abençoe e que sejam sempre felizes suas emoçoes
E do meu carinho e admiração surjam as mais fortes razões
Para que prossigas nessa missão que lhe deu o meu Senhor

quinta-feira, 5 de maio de 2016

APENAS AS LEMBRANÇAS


A tarde está quieta, um tanto modorrenta eu diria
Igualzinha aos meus contraditórios sentimentos
Onde reina de forma absoluta uma falsa alegria
Na verdade a precursora dos meus fingimentos

Ultimamente decidi com bastante calma analisar
Do que realmente meus sentimentos são feitos
Mas para minha surpresa nada consegui encontrar
Que pudesse extravasar alguma alegria do meu peito

Os momentos de real valor foram quase nenhum
Sempre fui  enganada e até mesmo usada posso dizer
Recordei todos meus momentos... Um a um...
E todos foram traçados no engano, já pude perceber

Olhar para o amanhã, seria de minha parte loucura
Já não tenho idade nem vontade para tentar ser feliz
Nunca busquei o difícil nem o proibido, e de alma pura
Apenas tentei amar e ser feliz e eu quase consegui...

Hoje apenas me restam as muitas e tristes lembranças
Pois até as boas recordações sucumbem nesse sofrer
Se esvaíram de mim tudo o que poderia ser esperanças
Ficou em mim apenas as lembranças de um Você...


 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios